Exame de proficiência em Língua Japonesa (JLPT)

Por , Japão em Foco

O Exame de Proficiência em Língua Japonesa, chamado no Japão de Nihongo Nouryoku Shiken (日本語能力試験) é um exame que serve para comprovar e certificar o conhecimento em língua japonesa em estudantes não nativos. O exame ocorre duas vezes no Japão e outros países da Ásia e uma vez por ano em outros países, incluindo no Brasil.

O exame também é conhecido como JLPT, uma sigla para “Japanese Language Proficiency Test”. A certificação possui cinco níveis (N5, N4, N3, N2 e N1). O nível N5 é o mais básico, enquanto o N1 é o mais avançado. O estudante escolhe qual nível deseja prestar de acordo com seu conhecimento e uma vez aprovado no teste, recebe o certificado equivalente.

Para que serve esse exame?

A aprovação neste exame pode ser útil de diversas maneiras. Por exemplo, uma empresa pode anunciar um cargo cujo um dos principais requisitos seja “possuir conhecimentos em língua japonesa no nível N3 ou equivalente”. Nesse caso, se você tiver o certificado do N3 ou superior, poderá comprovar seu conhecimento da língua perante o empregador.

Ou então, uma universidade japonesa pode exigir que, para um estudante estrangeiro ingressar em seu programa de pós-graduação, ele possua o nível N2 do exame. Pra quem deseja por exemplo, ser um voluntário durante os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 também é interessante fazer o exame pois isso pode aumentar as chances de ser selecionado.

Há um tempo, especulou-se que o conhecimento do idioma poderia ser um dos critérios usados pela imigração em relação à emissão de vistos de trabalho. Por enquanto, nada foi oficializado, no entanto a liberação de vistos para yonsei (4° geração) trouxe regras mais rígidas, dentre elas, a exigência do certificado do nível N4 do teste de proficiência da língua japonesa.

Portanto, vale a pena estudar japonês e se preparar para o JLPT. Outro detalhe importante é que você não precisa passar por todos os níveis se julgar não necessário. Por exemplo, se você tiver já um bom conhecimento de japonês, pode tentar passar no N3 mesmo sem ter prestado o N5 ou N4, e assim por diante. O único requisito é tirar a pontuação mínima.

▶ As Cinco Chaves Para Aprender Japonês
▶ 6 Passos para tornar-se fluente em japonês
▶ Por que muitas pessoas desistem de aprender japonês?

Como saber em que nível me encontro?

No site oficial do exame há testes para cada nível onde você pode usar como base de estudo e também para determinar o seu nível. Dessa forma você poderá se preparar melhor escolher o nível que está mais de acordo com seu conhecimento de japonês. Para ter uma noção em relação ao grau de dificuldade, você também pode consultar a tabela abaixo.

Nível Conhecimento em Kanji Vocabulário
N5 100 800 palavras
N4 300 1500 palavras
N3 600 3000 palavras
N2 1000 6000 palavras
N1 2000 10000 palavras

Dicas e informações sobre o exame

Link da playlist (YouTube)

Onde fazer o exame?

 No site oficial, você pode conferir uma lista completa de todas as cidades do mundo em que o exame é realizado. No Brasil, pode ser prestada nas seguintes cidades:

▶ São Paulo
▶ Londrina
▶ Belém
▶ Rio de Janeiro
▶ Porto Alegre
▶ Brasília
▶ Salvador
▶ Manaus

Confira o endereço de cada local da prova

Quando são feitas as inscrições?

Em 2019, as inscrições no Brasil serão abertas de 1 de agosto (quinta-feira) a 6 de setembro (sexta-feira). A novidade é que neste ano a inscrição poderá ser feita online. O link da inscrição é (https://www.jlpt.org.br/). Acesso somente à partir de 01/08/2019.

As inscrições são realizadas através do Centro Brasileiro de Língua Japonesa (CBLJ), responsável pela organização do exame no país. Eles disponibilizam o formulário de inscrição em vários endereços. Caso more longe de todos, você pode recebê-lo por correio.

Caso pretenda fazer a prova no Japão, as inscrições podem ser feitas online. Basta seguir as instruções disponíveis nesta página. Para inscrições em outros países, a página oficial do exame disponibiliza uma lista com os organizadores e responsáveis pela inscrição.

Quanto custa o exame?

Taxa de Inscrição (Manual incluso):

N1 = R$ 190,00
N2 = R$ 160,00
N3 = R$ 150,00
N4 = R$ 140,00
N5 = R$ 130,00

Qual a data da prova?

No Japão, a prova é realizada duas vezes ao ano: Em julho e dezembro. Já no Brasil, apenas uma vez por ano. Neste ano (2019) a prova será no dia 1 de dezembro (domingo). As provas são as mesmas para o mundo todo, portanto, sempre ocorrem na mesma data. As inscrições abrem em agosto e setembro. O resultado é divulgado em março do ano seguinte.

De que forma o exame é realizado?

Nível Sessão Duração
N5 Vocabulário
Gramática & Leitura
Compreensão Oral
25 minutos
50 minutos
30 minutos
N4 Vocabulário
Gramática & Leitura
Compreensão Oral
30 minutos
60 minutos
35 minutos
N3 Vocabulário
Gramática & Leitura
Compreensão Oral
30 minutos
70 minutos
40 minutos
N2 Vocabulário/Gramática & Leitura
Compreensão Oral
105 minutos
50 minutos
N1 Vocabulário/Gramática & Leitura
Compreensão Oral
110 minutos
60 minutos

Como se preparar para o exame?

Dicas de alguns livros e sites para quem quer estudar para o JLPT:

▶ Minna no Nihongo (みんなの日本語)
▶ Kanzen Master (完全マスター)
▶ http://www.tanos.co.uk/jlpt/
▶ http://www.jlpt.jp/samples/forlearners.html
▶ Guia Completo Sobre o JLPT (em japonês)

Participe da 9° Semana da Língua Japonesa

Gostaria de aprender japonês? Então, confira essa novidade: A partir do dia 11 de Setembro, o sensei Luiz Rafael, idealizador do Programa Japonês Online, estará ministrando aulas ao vivo e práticas para você aprender japonês! Faça seu cadastro abaixo para participar:

Fonte: Aulasdejapones.com.br

Japão amplia verba para agências de assistência a trabalhadores estrangeiros

A Agência de Serviços de Imigração do Japão decidiu oferecer mais apoio financeiro a municípios do país para ajudar a responder às necessidades de mão-de-obra estrangeira.

O Japão espera um aumento no número de trabalhadores do exterior após uma revisão na lei de imigração que entrou em vigor em abril. O governo espera abrir cerca de 100 agências de consulta no país para oferecer assistência e aliviar preocupações sobre morar no Japão.

O órgão ofereceu apoio financeiro a 68 municípios para que os mesmos pudessem instalar e operar os balcões de consulta. Outras 27 cidades também vão receber a ajuda. No total, cerca de 8,85 milhões de dólares serão distribuídos para as 95 localidades.

Representantes da agência afirmam que vão abrir inscrições a interessados em receber o financiamento novamente mais tarde ainda este ano já que há mais municípios pedindo pela assistência.

Fonte: NKH

Festival das Estrelas vai enfeitar São Paulo neste fim de semana

Shows de cantores, taiko, dança folclórica e gastronomia fazem parte das atrações do Tanabata Matsuri

Crédito: Redação Alternativa Online
São Paulo – O Festival das Estrelas, ou Tanabata Matsuri, realizado desde 1979 pela ACAL (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), vai enfeitar as ruas do bairro oriental de São Paulo neste fim de semana.
Durante o evento, algumas ruas do bairro e a praça são decoradas com grandes ramos de bambu que recebem a ornamentação de enfeites coloridos de papel que simbolizam as estrelas. Nesses bambus são pendurados os tanzaku, pequenos pedaços também coloridos de papel onde as pessoas colocam seus pedidos.
Shows de cantores, taiko, dança folclórica e gastronomia fazem parte das atrações do Tanabata Matsuri, principal comemoração do bairro Liberdade, incluída no calendário turístico do Estado e do município de São Paulo.
O evento está em sua 41ª edição e é considerado o maior de rua do mundo, recebendo cerca de 200 mil pessoas em um único final de semana.
O Tanabata Matsuri originou de uma história de mais de 4 mil anos sobre Orihime, filha de um poderoso deus do reino celestial que foi proibida de se encontrar com o amado Kengyu, a não ser no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar (7 de julho).
O evento será realizado no sábado, das 10h30 às 19h, e no domingo, das 10h30 às 18h, na Praça da Liberdade.
Fotos: Divulgação

Shizuoka abre todas as rotas para escalar Monte Fuji até 10 de setembro

Cerca de 300 mil pessoas chegam ao topo da montanha todos os anos

Crédito: Redação Alternativa Online

Shizuoka – O Monte Fuji ficou totalmente aberto aos visitantes nesta quarta-feira (10), após três rotas de escalada que ficam na província de Shizuoka serem liberadas. As informações são da agência de notícias Kyodo.
Juntamente com a rota da província de Yamanashi, aberta desde 1º de julho, os caminhos que levam ao pico mais alto do Japão, de 3.776 metros, estarão acessíveis aos visitantes até o dia 10 de setembro.
A rota Subashiri de Shizuoka havia sido bloqueada por causa de um desmoronamento perto do topo, mas o trabalho de reparo de emergência permitiu sua abertura no mesmo dia que as outras duas rotas.
A partir deste ano, as províncias de Shizuoka e Yamanashi estão pedindo ¥1.000 a todos os visitantes que pretendem subir mais da metade do caminho até o topo do Monte Fuji para ajudar a proteger a montanha, designada como patrimônio cultural mundial pela Unesco em 2013. Até então, apenas as pessoas que escalavam até o topo pagavam, sem obrigatoriedade.
Cerca de metade dos visitantes efetuou o pagamento nos anos anteriores. As províncias disseram que agora pretendem aumentar a taxa de coleta para cerca de 70%, buscando doações de todos os visitantes, independentemente de eles chegarem ao topo ou não.
Cerca de 300 mil pessoas escalam o Monte Fuji todos os anos na temporada de verão.
Informações estão disponíveis em inglês e japonês, aqui.
Foto: iStockphoto

Participe da 11° Semana da Língua Japonesa 2019 – Online e Gratuito

Por, Japão em Foco

Participe da Semana da Língua Japonesa 2019

Quer se aprofundar mais na língua japonesa? Participe da Semana da Língua Japonesa, uma série gratuita de vídeos que será ministrada pelo professor Luiz Rafael Passari, do Aulasdejapones.com.br e idealizador do Programa Japonês Online. Nos vídeos, serão apresentados métodos eficientes e ferramentas atuais para auxiliar no aprendizado da língua japonesa. O evento será entre os dias 10/06 (segunda-feira) e 16/06 (domingo).

Durante esse período, serão liberados vídeos ao vivo com conteúdo gratuito sobre a língua japonesa, os métodos de estudo que trazem mais resultado e as melhores ferramentas para aprender o idioma. Você poderá interagir com o professor e com os outros participantes, deixando suas dúvidas e comentários, que serão respondidas pelo próprio sensei.


=> Acesse o canal do YouTube do Luiz Passari e acompanhe seus vídeos

Os vídeos lançados durante a semana estarão no ar até o dia 16 de junho, quando serão abertas as matrículas para o Programa Japonês Online. Quem tiver interesse, tem a possibilidade de prosseguir os estudos no curso fechado que terá início em seguida.

Os conteúdos compartilhados na Semana da Língua Japonesa serão muito úteis tanto para aqueles que não sabem nada de japonês como para aqueles que já começaram a estudar por conta própria, mas estão meio perdidos e precisam encontrar um norte nos estudos.

Por que participar da Semana da Língua Japonesa?

Se você deseja visitar ou viver no Japão, aprender japonês é o primeiro passo para aproveitar com eficiência as oportunidades existentes. Milhões de estrangeiros de vários países vivem no Japão e ao aprender japonês, as suas possibilidades aumentam drasticamente.

Você vai aprender que existem ferramentas e métodos modernos que otimizam o processo de aprendizado. Aprender japonês de forma eficiente é o slogan do Programa Japonês Online e você terá a oportunidade de mudar completamente sua visão sobre o aprendizado desta língua.

Para ter acesso e participar da “11° Semana da Língua Japonesa”, basta se inscrever aqui. Os vídeos estarão disponíveis online e gratuitamente! Após a inscrição, você receberá o link dos vídeos diretamente no email no qual se cadastrou a partir do dia 10/6.

Ao se inscrever, você também terá acesso gratuito ao livro digital Desvendando a Língua Japonesa, um guia com tudo que é necessário para você dar início ao aprendizado desse idioma fantástico que é o japonês. Não perca tempo! Inscreva-se agora mesmo!

botão-de-inscrição

“Mergulhar no universo japonês é como construir uma vida nova. Você tem a oportunidade de mais do que duplicar as suas fontes de informação e de entretenimento. Tudo isso contribui para a formação do caráter e para o seu desenvolvimento como pessoa.” (Luiz Rafael Passari)

Representantes da Defesa de Japão e EUA discutem medidas para lidar com China

Os responsáveis pela Defesa do Japão e dos Estados Unidos concordaram em melhorar a cooperação bilateral em novos setores como o aeroespacial e o de segurança cibernética para lidar com a crescente influência da China.

Takeshi Iwaya, o ministro japonês da Defesa, e Patrick Shanahan, o secretário interino da Defesa dos Estados Unidos, encontraram-se nesta terça-feira (4) em Tóquio. No início da reunião, Iwaya disse que estava ansioso para discutir maneiras de fortalecer e aprofundar a aliança nipo-americana.

Shanahan afirmou que as diretrizes da Defesa do Japão complementam a estratégia da Defesa dos Estados Unidos, e disse que Washington deseja integrá-las. O secretário interino se mostrou confiante em concretizar o objetivo de uma região Indo-Pacífico “livre e aberta”. Segundo a estratégia americana para a região Indo-Pacífico, a China representa uma ameaça à ordem internacional.

Iwaya e Shanahan decidiram estabelecer um grupo de trabalho para debater em detalhes como as Forças de Autodefesa do Japão e os militares dos Estados Unidos poderão cooperar em assegurar sua superioridade nos setores aeroespacial e de segurança cibernética.

Fonte: NHK

Estações de trem-bala terão Wi-Fi grátis antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio

A previsão é que o serviço esteja disponível até março de 2020

Tóquio – Passageiros que usam os trens-bala terão mais um conforto: Wi-Fi grátis em 108 estações. A informação é da Kyodo News.
A medida visa a chegada dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio em 2020, segundo informou o Ministério dos Transportes nesta semana.
O serviço será instalado nas linhas Hokkaido, Tohoku, Akita, Yamagata, Hokuriku, Tokaido, Sanyo e Kyushu Shinkansen até março de 2020.
Um serviço similar na linha Joetsu Shinkansen iniciará após abril de 2020.
As empresas ferroviárias que operam os serviços de trens-bala também planejam concluir a instalação de redes sem fio gratuitas nos trens em oito de suas nove linhas de shinkansen antes dos Jogos de Verão.
Fonte: Alternativa Online
Foto: ©2015 iStockphoto

População de crianças no Japão apresenta queda pelo 38º ano consecutivo

O Dia das Crianças no Japão é comemorado em 5 de maio. Contudo, o número de crianças no país vem declinando há 38 anos consecutivos, desde 1982, e a marca atual é a mais baixa já registrada.

O Ministério do Interior e Telecomunicações informou que o número de crianças com idade inferior a 15 anos chegou a um total de 15,33 milhões, em dados de primeiro de abril, sendo que 7,85 milhões são meninos e 7,48 milhões, meninas. O total representa uma queda de 180.000 no número de crianças em relação ao ano anterior.

As crianças representam agora 12,1% do total da população japonesa. Isto significa uma queda de 0,2 ponto percentual em relação ao ano anterior, e estabelece um percentual de baixa recorde por 45 anos consecutivos.

A situação é semelhante, em dados de primeiro de outubro de 2018, para os resultados registrados nas províncias japonesas. Apenas Tóquio exibiu um aumento, e Okinawa permaneceu no mesmo patamar. Todas as outras 45 províncias apresentaram um declínio.

Durante os 30 anos da era Heisei, que chegou ao fim no dia 30 de abril, houve uma diminuição de cerca de 8 milhões no total da população de crianças com idade inferior a 15 anos no país.

Fonte: NHK

Agência de Imigração deve impor critérios mais rígidos para escolas de idioma japonês

A Agência de Serviços de Imigração do Japão elaborou uma proposta que apresenta padrões mais rígidos para as escolas de idioma japonês.

Autoridades afirmam que a medida é uma resposta às operações insuficientes e a educação negligenciada de aproximadamente 750 escolas de japonês no país.

A agência afirma que as escolas devem ser proibidas de aceitar novos alunos estrangeiros caso a taxa média de presença de todos os alunos seja menor que 70% por mais de 6 meses.

Atualmente, a taxa de presença deve ser de 50% ou mais pelo período de um mês.

A agência também sugere que 70% dos alunos, ou mais, frequentem universidades ou instituições de ensino superior, ou que tenham habilidade suficiente no idioma para o uso no dia a dia.

A proposta afirma que escolas que não atingirem essa taxa por 3 anos consecutivos não serão autorizadas a aceitar novos alunos.

A agência declarou que vai aceitar opiniões sobre a proposta por meio do site oficial do governo “e-gov”, até o final de maio, e vai anunciar os padrões oficiais ao final de junho.

Fonte: NHK

Primeiro dia útil da Era Reiwa começa com roupas mais leves

A campanha de verão do Japão conhecida como “Cool Biz” teve início na terça-feira, com vários trabalhadores de todo o país optando por roupas mais informais. Para muitas pessoas este foi também o primeiro dia útil da Era Reiwa, depois de um feriado de 10 dias.

Em Kasumigaseki, um bairro de Tóquio que concentra escritórios do governo, vários funcionários foram vistos chegando sem paletó e gravata.

No Ministério do Meio Ambiente as janelas estavam abertas e alguns funcionários foram vistos usando camisas com estampas florais.

A campanha “Cool Biz” incentiva os trabalhadores a usarem roupas mais leves e a colocar a temperatura mínima do ar condicionado nos 28 graus entre primeiro de maio e 30 de setembro.

O objetivo da iniciativa é reduzir, até o ano de 2030, as emissões de gases causadores do efeito estufa em cerca de 40% em relação aos níveis registrados em 2013. A economia de energia deve continuar sendo uma questão importante durante a Era Reiwa.

Fonte: NHK