Shizuoka abre todas as rotas para escalar Monte Fuji até 10 de setembro

Cerca de 300 mil pessoas chegam ao topo da montanha todos os anos

Crédito: Redação Alternativa Online

Shizuoka – O Monte Fuji ficou totalmente aberto aos visitantes nesta quarta-feira (10), após três rotas de escalada que ficam na província de Shizuoka serem liberadas. As informações são da agência de notícias Kyodo.
Juntamente com a rota da província de Yamanashi, aberta desde 1º de julho, os caminhos que levam ao pico mais alto do Japão, de 3.776 metros, estarão acessíveis aos visitantes até o dia 10 de setembro.
A rota Subashiri de Shizuoka havia sido bloqueada por causa de um desmoronamento perto do topo, mas o trabalho de reparo de emergência permitiu sua abertura no mesmo dia que as outras duas rotas.
A partir deste ano, as províncias de Shizuoka e Yamanashi estão pedindo ¥1.000 a todos os visitantes que pretendem subir mais da metade do caminho até o topo do Monte Fuji para ajudar a proteger a montanha, designada como patrimônio cultural mundial pela Unesco em 2013. Até então, apenas as pessoas que escalavam até o topo pagavam, sem obrigatoriedade.
Cerca de metade dos visitantes efetuou o pagamento nos anos anteriores. As províncias disseram que agora pretendem aumentar a taxa de coleta para cerca de 70%, buscando doações de todos os visitantes, independentemente de eles chegarem ao topo ou não.
Cerca de 300 mil pessoas escalam o Monte Fuji todos os anos na temporada de verão.
Informações estão disponíveis em inglês e japonês, aqui.
Foto: iStockphoto