Agência de Imigração deve impor critérios mais rígidos para escolas de idioma japonês

A Agência de Serviços de Imigração do Japão elaborou uma proposta que apresenta padrões mais rígidos para as escolas de idioma japonês.

Autoridades afirmam que a medida é uma resposta às operações insuficientes e a educação negligenciada de aproximadamente 750 escolas de japonês no país.

A agência afirma que as escolas devem ser proibidas de aceitar novos alunos estrangeiros caso a taxa média de presença de todos os alunos seja menor que 70% por mais de 6 meses.

Atualmente, a taxa de presença deve ser de 50% ou mais pelo período de um mês.

A agência também sugere que 70% dos alunos, ou mais, frequentem universidades ou instituições de ensino superior, ou que tenham habilidade suficiente no idioma para o uso no dia a dia.

A proposta afirma que escolas que não atingirem essa taxa por 3 anos consecutivos não serão autorizadas a aceitar novos alunos.

A agência declarou que vai aceitar opiniões sobre a proposta por meio do site oficial do governo “e-gov”, até o final de maio, e vai anunciar os padrões oficiais ao final de junho.

Fonte: NHK