A Obrigação de Demonstrar Gratidão no Japão

Por , Japão em Foco.

Giri – Obrigação Social no Japão

Assim como Honne e Tatamae“Giri” (義理) é um conceito muito importante, que tem raízes no Bushido“Giri”, significa algo como “dever social” e consiste na obrigação de retribuir às pessoas que lhe deram alguma coisa ou lhe prestaram algum favor.

O conceito de “Giri” está presente na sociedade japonesa há séculos, especialmente durante o Período feudal, onde os samurais tinham a obrigação de devolver favores aos outros como forma de manter a harmonia e a cordialidade em suas relações humanas e sociais.

A prática do giri se estendeu até os dias atuais e permeia entre todas as relações sociais dentro da sociedade japonesa, seja entre professor e aluno, homem e mulher, amigos, família, negócios, etc. Ou seja, no Japão, o sentimento de gratidão é levado muito a sério e faz parte da conduta japonesa.

Essa conduta é baseado em valores (rei), com o intuito de manter a harmonia (wa) das relações de grupo (uchi/soto). A sociedade japonesa é muito hierárquica (Tate shakai) e as pessoas tem uma grande preocupação de mostrar uma conduta amigável diante dos seus pares (honne e tatemae).

Os japoneses valorizam muito a etiqueta social e acreditam que a obrigação de “pagar a dívida” de alguma forma, deve estar acima de qualquer sentimento. Por isso, eles retribuem o favor, mesmo que no íntimo não queiram, especialmente quando vem de alguém que não se tenha afinidade.

Ochugen e Oseibo

Ochugen (Presentes de Verão) e Oseibo (Presentes de Inverno)

Para os japoneses em geral, pedir um favor não é uma tarefa muito fácil, portanto é compreensível o sentimento de estar em dívida com a pessoa que estendeu-lhe a mão. Por isso, é de praxe presentear a pessoa com um omiyage (presente), como forma de agradecer e se desculpar pelo transtorno.

O valor do presente pode variar de simples a elegante, dependendo do tipo de “favor” a ser pago. Normalmente, esses presentes são entregues no início de julho (Ochugen / おちゅうげん) ou no meio de dezembro (Oseibo / おせいぼ). São chamados de presentes de verão e presentes de inverno, respectivamente.

Valentine’s Day e White’s Day

Giri-choco (Chocolates de obrigação social)

Outros exemplos práticos de giri que podemos observar são o Valentine’s Day, no dia 14 de fevereiro e White’s Day, no dia 14 de março. No Valentine’s Day, as mulheres tem a obrigação de dar chocolate aos homens do seu círculo familiar e de amizades, assim como também para os colegas de trabalho.

Não é à toa que existe um chocolate chamado de “Giri Choco”, ou seja, chocolates que devem ser dados para aqueles que temos “obrigação social” tal como acontece com os colegas de trabalho. Já no White´s Day, é a vez dos homens retribuir às mulheres, dando à elas, chocolate ou biscoitos.

A importância de seguir as regras sociais

Existem muitos outros exemplos de “Giri” (obrigação social) que eu poderia mencionar, pois dentro da sociedade japonesa existem muitos deles. Mas acho que já deu pra perceber o quanto este conceito é importante para os japoneses não é mesmo? Mas, provavelmente voltarei a falar deles em outros posts.

Agora você já sabe que se caso ganhe um presente de um japonês, deve retribui-lo com um presente de mesmo valor.

Da mesma forma, que caso um japonês lhe preste um “favor significativo”, é um dever seu dar-lhe um presente simbólico como forma de agradecer pela generosidade e ajuda prestada.

Sei que muitas pessoas podem achar que esse costume é normal em todas as culturas, mas saiba que no Japão, isso é levado realmente muito à sério.

A sociedade japonesa é regida por muitas regras de etiqueta e quando alguma delas é quebrada, podem causar um grande “mal-estar” social.

Por isso, para evitar esse tipo de situação constrangedora, é importante estarmos a par dessas etiquetas sociais. E os presentes fazem parte das regras sociais japonesas. Não é a toa que o Japão está entre as nações que mais gastam dinheiro com presentes em comparação ao resto do mundo. 🙂

Referências: Gaysteti.blogkirainetJaponismo