Governos regionais do Japão começam a se adaptar à nova lei de imigração

Governos regionais do Japão estão adotando medidas para lidar com a entrada em vigor da reforma da lei de imigração, que visa expandir a mão de obra estrangeira no país.

A província de Kagoshima, no sul do Japão, criou uma nova divisão de apoio para trabalhadores estrangeiros.

Mais de 40 por cento dos trabalhadores estrangeiros da província são do Vietnã. A província planeja enviar uma delegação ao país do Sudeste Asiático no atual ano fiscal.

A cidade de Isesaki, na província de Gunma, ao norte de Tóquio, introduziu máquinas de tradução automática e tablets equipados com aplicativos de tradução para 74 idiomas em sua prefeitura.

Cerca de 12.700 estrangeiros de 64 países e regiões vivem em Isesaki.

A reforma da lei de imigração entrou em vigor na segunda-feira, permitindo que mais trabalhadores estrangeiros qualificados para atuar em 14 áreas como enfermagem e cuidados, construção, e serviços de fast food entrem no Japão. O país enfrenta grave escassez de mão de obra nessas áreas.

O governo japonês estima que até 345 mil trabalhadores estrangeiros poderão entrar no país nos próximos cinco anos.

Fonte: NHK