Novo filme de Dragon Ball estreia no Japão com recorde de bilheteria

‘Dragon Ball Super: Broly’ se tornou a maior estreia para um filme da longeva franquia Dragon Ball nos cinemas japoneses.

Com o título Dragon Ball Super: Broly, o novo filme da famosa franquia Dragon Ball bateu recorde de bilheteria em sua estreia no Japão, arrecadando o equivalente a US$ 8,7 milhões em seu primeiro fim de semana nos cinemas do país.

O novo longa de animação da franquia superou a estreia de Dragon Bal Z: O Retorno de F, que havia arrecadado cerca de US$ 8,1 milhões em dois dias de lançado no país asiático.

Com isso, “Dragon Ball Super: Broly” se tornou a maior estreia para um filme da franquia nos cinemas japoneses.

A estreia do filme no Brasil está programada para o dia 3 de janeiro de 2019.

O Filme
A história de Dragon Ball Super: Broly ocorre após a série o Torneio do Poder, focando na origem do poder dos Saiyajins. A trama tem o personagem-título, ou seja, Broly, como personagem central.

De acordo com sinopses oficiais, Broly é um personagem que já apareceu no filme “Dragon Ball Z: Broly second coming”, em 1993. Nesse novo filme, ele tem conexão com o exército de Freeza e a história dos saiyajins.

O filme de animação, que é 20ª da longeva franquia, traz também o vilão Freeza, que não desiste de seus planos de destruir o protagonista Goku e seus amigos juntamente com a Terra.

“Essa é a história de um novo Saiyajin. A Terra é pacífica após o Torneio do Poder. Sabendo que existem pessoas muito fortes em vários universos, Goku passa os dias treinando para atingir alturas ainda maiores. Até que ele e Vegeta são confrontados por um saiyajin chamado Broly”, de acordo com sinopse oficial do novo filme.

Confira os trailers:

Do Mundo-Nipo

Receita de ichigo daifuku mochi: massa de arroz recheada com morango

Ichigo daifuku mochi é uma deliciosa combinação de mochi (massa de arroz sovado), pasta de feijão vermelho e morango fresco.

Ichigo daifuku mochi é um tradicional e delicioso doce japonês que leva um morango inteiro como principal recheio que, por sua vez, é coberto com mochi(massa de arroz sovado), um ingrediente comum em muitos pratos japoneses, principalmente sobremesas e doces.

Típico da culinária japonesa, esse doce consiste em um morango envolto em pasta adocicada de feijão, depois envolto em uma camada macia de mochi.

Além de delicioso, o visual do Ichigo daifuku mochi é lindo em seu interior, por isso ele é comumente servido com alguns deles cortados ao meio.

Esse doce pode ser encontrado em lojas especializadas no Japão, portanto, é raro achar estabelecimentos que o comercialize em outra parte do mundo. Contudo, isso pode ser resolvido com uma receita que ensina a preparar esse doce de modo prático e rápido. Veja as instruções abaixo:

Ingredientes (para 4 unidades)

 4 morangos pequenos
• 40 g de anko ou pasta adocicada de feijão vermelho
• 50 g de shiratamako, ou farinha de arroz glutinoso (mochigome) – (caso não encontre, pode usar 50 g de farinha de arroz comum – joshinko)
• 10 g de açúcar
• 70 g ou 70 ml de água
• Amido de batata

Modo de preparo do ichigo daifuku mochi | Foto: Nusarecipe

Modo de preparo

1 Primeiro, vamos preparar a parte exterior do daifuku, feita com pasta de mochi. Coloque a farinha de arroz glutinoso (shiratamako), e o açúcar em uma tigela e mexa. Adicione metade da quantidade de água estipulada na receita.

2 Pressione bem os grãos de farinha shiratamako e quando se dissolverem, adicione o restante de água e mexa bem. Coloque água em uma panela a vapor e deixe ferver. Coloque a massa de mochi, ainda dentro da tigela, na panela a vapor.

3 Coloque um pano de prato antes de tampar a panela. Deixe no vapor em fogo médio por 20 minutos. Se usar o microondas, aqueça na potência de 600W por 1 minuto, retire a mistura, mexa com uma espátula e em seguida, aqueça por mais 1 minuto.

4 Mexa bem a massa de mochi e coloque-a em uma tábua de cortar untada com amido de batata. Usando uma faca também untada com amido de batata, corte a massa em 4 pedaços iguais e deixe resfriar.

5 Lave, seque e retire o talo do morango. Separe 1/4 da pasta de feijão adocicada em um filme plástico e modele a pasta em uma faixa de 2 cm que será envolta no morango.

6 Coloque um pouco de amido de batata nas mãos e modele a massa de mochi em discos de cerca de 6 cm de diâmetro. Coloque o morango envolto na pasta de feijão com a parte de cima no centro do círculo, e em seguida, vire para baixo o disco com o recheio.

7 Deixe que a massa cubra todo o morango e feche o disco de massa de mochi na parte de baixo. Retire o excesso de amido de batata.

8 Coloque os bolinhos de ichigo daifuku mochi em um recipiente raso e sirva-os com um deles cortado ao meio.

Restrição de uso
Receita pertence à página Japanese Food do Canal NHK World / Tradução do Mundo-Nipo. É permitida a reprodução somente para fins educativos e desde que com o devido crédito ao Mundo-Nipo.com. Para reprodução com fins comerciais, leia a Restrição de uso.

Japão reduz previsão de crescimento para 2019

Apesar do descenso, a estimativa para a economia japonesa é melhor do que as perspectivas do banco central e do setor privado.

O governo japonês pretende reduzir sua previsão inicial de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para o ano fiscal de 2019. Segundo o jornal financeiro ‘Nikkei’, a nova projeção de crescimento real da economia japonesa é de 1,3%, ante os 1,5% anunciados inicialmente em julho.

O Gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, deve aprovar esta semana a nova previsão, que servirá de base para a elaboração de propostas orçamentárias. Apesar do descenso, o número ainda é otimista em comparação com o crescimento inferior a 1% previsto pelo Banco do Japão (BoJ, o banco central japonês) e pelos economistas do setor privado.

As crescentes incertezas em relação à guerra comercial entre os Estados Unidose a China, além de uma possível desaceleração da economia mundial, parecem estar entre as considerações. Mediante isso, o Japão está se preparando para aumentar sua taxa de imposto de consumo para 10% dos atuais 8% em outubro próximo.

“Um aumento de 1 ponto percentual no imposto sobre vendas reduz o PIB real do Japão em 0,3%”, estimou o Gabinete em setembro.

Para aliviar o impacto, o governo está planejando várias medidas de estímulo, benefíos extras e assistência na compra de casas e carros.

A estimativa de crescimento para o atual ano fiscal até março, também a ser revisada em breve, provavelmente será um aumento de 0,9%, abaixo do crescimento de 1,5% anunciado em julho.

No trimestre de julho a setembro, o PIB revisado do Japão encolheu 2,5% em termos anualizados, devido a uma série de desastres naturais, tais como inundações e terremotos que interromperam produções das indústrias de vários setores, principalmente o automotivo.

Nikkei Asian Review / Tradução Mundo-Nipo.

Japão registra superavit em conta corrente pelo 52º mês seguido

O superávit em outubro ficou em 1,31 trilhão de ienes, mas o número é mais de 40% inferior ao registrado um ano antes.

O Japão registrou um superavit em conta corrente de 1,31 trilhão de ienes (US$ 11,647 bilhões) em outubro, o que contrasta com o déficit da balança comercialapurado no mesmo mês, mostraram dados preliminares do governo do país divulgados na última segunda-feira.

O número é 40,1% inferior ao registrado no mesmo mês de 2017 e 19,3% menor do que o obtido em setembro, segundo o relatório do Ministério de Finanças japonês.

Apesar disso, o superávit em outubro representa o 50º segundo mês consecutivo de saldo positivo em conta corrente, um dos maiores medidores do comércio internacional de um país.

Por sua vez, a balança comercial japonesa teve déficit de 321,7 bilhões de ienes (US$ 2,860 bilhões), o que contrasta com o superavit praticamente do mesmo valor registrado um mês antes.

A balança de serviços teve déficit de 233 bilhões de ienes (US$ 2,071 bilhões), o que representa quase dez vezes mais que o registrado um ano antes.

A conta de receitas ficou pelo décimo mês de 2018 com saldo positivo, enquanto a de transferências, por outro lado, registrou déficit.

A balanço de pagamentos reflete os pagamentos e receitas por intercâmbios com o exterior de bens, serviços, rendas e transferências, e é considerado um dos indicadores comerciais mais amplos de um país e extremamente e, portanto, crucial para avaliar a economia japonesa.

Mundo-Nipo
Fontes: Agência EFE | Jornal Nikkei.

4 Dicas Japonesas que vão te ajudar a manter suas Resoluções de Ano Novo

O ano está acabando e é comum fazermos inúmeros planos para o ano que está por vir: No próximo ano, vou perder peso, vou deixar o vício de fumar, vou levar a vida sem muito estresse, vou ser mais organizado com as minhas coisas. Enfim, essas são algumas das resoluções de ano novo que as pessoas costumam ter conforme o fim do ano se aproxima.

Quais são suas resoluções de ano novo? Precisa de alguma ajuda para mante-los firmes e fortes? Então confira com essas dicas japonesas que podem trazer incentivo e inspiração.

1. Vou deixar de fumar

Se você está pensando em parar de fumar, você pode contar com a ajuda de uma planta japonesa! A raiz de kudzu (Pueraria lobata) é originária do Japão, conhecida por tratar vícios como o alcoolismo e tabagismo. Cápsulas e suplementos à base de kudzu podem te ajudar nessa jornada contra esses vícios, que como sabemos, são tão prejudiciais à saúde.

Essa leguminosa é muito utilizada na medicina tradicional chinesa. Acredita-se que exista uma espécie de sistema de alívio proporcionado por uma substância chamada pueraria, que é encontrada na planta. Esta substância seria capaz de agir no acoplamento de certos elementos químicos junto aos neuroreceptores cerebrais, diminuindo o desejo de fumar.

No caso do alcoolismo, pesquisas mostram que kudzu ajuda a eliminar a toxicidade do álcool pelo fígado. Depois de ser disseminada na China e Ásia, a planta foi levada aos Estados Unidos, e atualmente pode ser encontrada no mundo inteiro devido seus inúmeros benefícios.

2. Eu serei mais organizado

O tamanho médio de um apartamento em Tóquio é de 59,74m² e alguns têm menos de 10m² – então minimalismo não é apenas um mero conceito no Japão; é muitas vezes uma necessidade! Uma vida minimalista consiste em uma vida mais simples, optando em viver apenas com o essencial tem sido uma prática adotada por milhares de pessoas ao redor do mundo.

Uma vida minimalista não se baseia em objetos e bens. Ter espaço (físico e mental) é melhor do que ter coisas. O propósito principal é levar uma vida mais feliz e prática. O desapego nos torna mais leves e menos materialistas. Ao limparmos o ambiente descartando objetos que não nos são úteis é como se estivéssemos fazendo um tipo desintoxicação profunda.

Não sabe por onde começar? Que tal ler o best-seller “A mágica da arrumação: a arte japonesa de colocar ordem na sua casa e na sua vida” da guru japonesa Marie Kondo? No livro ela compartilha dicas essenciais de organização para criar na sua casa um ambiente mais arrumado e agradável, baseadas em um conceito central: descartar e guardar.

3. Vou perder peso

A taxa de obesidade do Japão é considerada uma das mais baixas do mundo, e sua expectativa de vida é uma das mais altas. Alguns argumentam que a dieta japonesa é saudável – pobre em açúcar refinado e alimentos processados, rica em grãos, vegetais, soja e peixe.

A culinária japonesa não se resume a apenas sushi. Que tal incorporar na sua dieta alguns alimentos típicos japoneses como tofu, moyashi, abóbora Kabocha, entre outros. Ah, e que tal diminuir o consumo de carne vermelha, substituindo-o por peixe? Sua saúde agradece.

Você ainda pode utilizar as dicas da professora de educação física Shino para tornar sua vida mais ativa. Ou então seguir o método do Dr. Toshiki Fukutsuji, especialista em problemas pélvicos. Ele desenvolveu a teoria de que o acúmulo de gordura na região abdominal ocorre principalmente devido à má postura. Conheça seu método de emagrecimento.

4. Vou reduzir o estresse na minha vida

O Japão pode até ser conhecido como uma nação de “workaholics” (pessoas que trabalham compulsivamente), mas em contra-partida também é conhecido por oferecer uma série de práticas que podem nos ajudar a nos manter nossa mente sã em meio a todo caos e correria que vivemos. Afinal este é o país da meditação Zen e dos banhos termais.

Se você está procurando desestressar, que tal conhecer algumas técnicas japonesas de relaxamento? Queimar um incenso, um banho quente com sais especiais, meditação ou uma massagem shiatsu após um dia cansativo de trabalho são excelentes opções.

A palavra Shiatsu (指圧) por exemplo, vem da junção de “shi” que significa dedos e “atsu” que significa pressão, ou seja, em tradução literal, significa realizar pressão com os dedos. Na verdade, shiatsu é muito mais do que uma simples massagem. Trata-se de uma terapia completa que trabalha a saúde, o bem-estar e a felicidade interior de quem a recebe.

Enfim, essas são as nossas dicas para você manter suas resoluções de Ano Novo. Espero que tenha gostado. Caso também tenha outras dicas, compartilhe conosco! 🙂

Fonte: hoshinoresorts-magazine.com
Japão em Foco

Japão anuncia abertura de centros de apoio a estrangeiros

O secretário-chefe do gabinete japonês, Yoshihide Suga, anunciou que o governo planeja abrir cerca de 100 centros de apoio a trabalhadores estrangeiros em todo o Japão.

A ação fará parte de um pacote de medidas abrangentes que o país planeja criar até o final do ano, em antecipação à implementação da recém-aprovada lei para aceitar mais trabalhadores estrangeiros, que entrará em vigor em abril do próximo ano.

Em entrevista dada neste domingo, na cidade de Fukuoka, Suga afirmou que espera ver os centros de apoio em todas as províncias, principais cidades, e municípios onde residirem um grande número de trabalhadores estrangeiros. Ele declarou que cada centro contará com intérpretes ou sistemas de tradução.

Suga afirmou que o governo irá prover cerca de 17,6 milhões de dólares para que governos locais abram os centros.

Ele declarou, ainda, que o governo planeja fazer com que empresas assumam a responsabilidade por designar fiadores para o contrato de locação de imóveis dos trabalhadores.

Segundo Suga, o governo também irá garantir que trabalhadores estrangeiros sejam capazes de assinar contratos de planos de telefonia móvel utilizando seus cartões de residente.

Ele ainda anunciou planos de facilitar a abertura de conta bancária e acesso a cuidados médicos para estrangeiros, fazendo com que serviços multilíngue estejam amplamente disponíveis.

Matéria produzida por NHK

17 Razões pelas quais Você Precisa Visitar Kyoto pelo Menos Uma Vez na Vida!

Há muitos locais no Japão onde podemos mergulhar na vibrante cultura do país, mas acredito que nenhum lugar oferece uma maior riqueza de história e tradição do que a antiga capital Kyoto. Este lugar é simplesmente considerado o coração cultural e histórico do Japão.

Desde a natureza exuberante, além dos templos históricos e santuários coloridos, à misteriosa cultura das gueixas e ao luxo artístico e gastronômico do kaiseki ryori, enfim são muitos os motivos que fazem de Kyoto um dos destinos imperdíveis no Japão para qualquer viajante. Confira 17 razões pelas você precisa visitar Kyoto pelo menos uma vez em sua vida.

1. Patrimônio Mundial da UNESCO

Kyoto abriga 17 Patrimônios Mundiais da UNESCO, incluindo três localizados nas cidades vizinhas de Uji e Otsu, conhecidos como Monumentos Históricos da Antiga Kyoto, além de 12 templos budistas, 3 santuários xintoístas e 1 castelo histórico. Nenhuma viagem a Kyoto pode ser considerada completa, sem visitar pelo menos alguns desses locais incríveis.

2. Templos e Santuários Históricos

Kyoto é o lar de mais de 1.600 templos budistas históricos com muitos que remontam a mais de um milênio. O distrito mais famoso é Higashiyama, onde você pode encontrar alguns dos melhores e mais antigos templos no Japão, como o célebre Templo Kiyomizu-dera.

Além disso, Kyoto é o lar de mais de 400 santuários coloridos dedicados à mais antiga e autêntica religião do Japão, o Xintoísmo. Eles estão espalhados por toda a cidade de Kyoto e alguns dos mais famosos incluem Fushimi Inari Taisha, Heian Jingu e Yasaka Jinja.

3. As flores de cerejeira

Se você puder ir a apenas um lugar no Japão para ver as flores de cerejeira, escolha Kyoto, pois foi este local que inspirou o termo hanami, que significa “Contemplar ou apreciar flores”. Além disso, Kyoto tem excelentes pontos de visualização do sakura (flores de cerejeira).

4. Festivais Centenários

Kyoto é o lar de três grandes festivais que figuram entre os mais antigos do mundo. Um deles é o Aoi Matsuri, que acontece em maio em dois importantes santuários xintoístas. Já o Gion Matsuri é um festival que acontece em julho e conta com enormes carros alegóricos.

O mais novo dos três festivais é o centenário Jidai Matsuri (Festival das Eras), que acontece em outubro. Trata-se de um festival celebrado por pessoas de todas as idades, que usam roupas da época, representando vários períodos e personagens na história feudal japonesa.

5. Castelos Samurai

Kyoto é o lar de castelos samurais históricos. O Castelo Nijo, por exemplo, é conhecido como a antiga residência oficial de Kyoto dos poderosos Shoguns da Era Tokugawa que governaram o Japão por mais de 250 anos. Ele foi projetado para mostrar o prestígio e riqueza feudal.

6. A experiência de vestir um Kimono

Vestir kimono em Kyoto Vestir quimono em Quioto

A experiência de vestir um Kimono e passear pelas ruas de Kyoto vai fazer você ter a sensação de ter voltado no tempo ou então que saiu de uma tradicional gravura ukiyo-e. Já se imaginou sendo confundida com uma geiko, uma das famosas gueixas de Kyoto? Legal né? 🙂

7. Jardins sublimes

Dê um passeio em um dos muitos lindos jardins de Kyoto, projetados pelos senhores feudais e shoguns samurais. Há muitos lugares ao redor de Kyoto para desfrutar destes jardins pacíficos em templos e santuários, parques públicos e Ryokan (pousadas tradicionais).

Um dos jardins mais famosos de Kyoto é o Jardim Zen no Templo Ryoan-ji, que apresenta 15 rochas místicas flutuando em um mar de areia branca pura. Vale a pena conferir!

8. Hospedar-se em um Ryokan tradicional

Quer experimentar a famosa hospitalidade japonesa conhecida como Omotenashi? Então hospede-se em algum ryokan (pousada tradicional) ou machiya (casa tradicional de Kyoto). Estes lugares são fantásticos para todos aqueles que querem experimentar uma acomodação autêntica japonesa e vivenciar como era antigamente o estilo de vida local.

9. Os 10.000 portões de Fushimi Inari

Santuário Fushimi Inari 1

Kyoto oferece muitos locais impressionantes, mas a visão dos 10.000 portões de torii vermelhos do Santuário Fushimi Inari é única para a vida toda. Se você tiver tempo e disposição, você tem a oportunidade de caminhar todo o trajeto que leva até o cume do Monte Inari.

10. Culinária de Kyoto

Kyoto tem uma rica e histórica tradição gastronômica com vários estilos culinários que perduram há séculos. No local, você terá oportunidade de experimentar as luxuosas refeiçõeskaiseki ryori, ou simplesmente relaxar e aproveitar os benefícios de saúde da culinária tradicional budista chamada Shojin ryori, que consiste em ser vegetariana.

Além disso, depois de Tóquio, Kyoto é o segundo local do Japão a ter mais restaurantes que ostentam estrelas Michelin. Isso inclui não apenas a tradicional cozinha japonesa (kaiseki ryori), como também restaurantes voltados para a culinária moderna e internacional.

11. Gueixas e Maikos

gueixas em Kyoto

Kyoto é o berço da cultura Maiko e Gueixa (Geiko, no dialeto local). Um dos melhores locais para encontra-las é o distrito Gion, conhecido como o Distrito das Gueixas. No entanto, elas também podem ser vistas na Hanami-koji Street e Ponto-cho, áreas com arquitetura antiga bem preservadas de Kyoto com suas casas de chá e restaurantes tradicionais.

Se você fizer uma visita à Kyoto durante o mês de abril, você ainda tem a oportunidade de assistir o festival Miyako Odori, com apresentações de dança tradicional das gueixas.

12. A folhagem de outono

Se as flores de cerejeira oferecem uma visão espetacular durante a primavera em Kyoto, as folhagens coloridas e douradas do outono não ficam nada atrás. Além disso, no outono o clima é agradável e propicia os passeios pelos belos pontos turísticos de Kyoto.

13. A floresta de bambu

Nos arredores de Kyoto podemos vislumbrar com belíssimos cenários naturais. Um deles é a Floresta de bambu em Arashiyama, localizado entre o Templo Tenryu-ji e o Santuário Nonomiya. Impossível não sentir uma atmosfera de paz ao caminhar pelo trajeto de 500 metros de comprimento entre os altos talos de bambu que se movem suavemente com a brisa.

14. Doces tradicionais japoneses

Curte doces com sabores exóticos? Então não pode deixar de experimentar os famosos doces de Kyoto. O local é famoso não só por sua culinária como também por suas sobremesas “parfaits” feitas com Uji matcha, uma marca premium de chá verde, sem contar com os wagashi(doces tradicionais japoneses) cuja doçura contrasta maravilhosamente com o matcha.

Se você é um amante de chá verde, então estará no paraíso do matcha em Kyoto. Guloseimas de Matcha podem ser encontradas em todos os lugares e incluem deícias como sorvete, chocolate, biscoitos, puffs de creme, bolos e confeitaria yatsuhashi tradicional.

15. Saquê Tradicional

saquê começou a ser fabricado em Kyoto no século XVI, especialmente na região de Fushimi onde se encontram algumas das cervejarias de saquê mais famosas do Japão. Se você é um entusiasta de saque saiba que nesses locais você terá a oportunidade de experimentar alguns dos melhores saques disponíveis em uma grande variedade de sabores.

16. Restaurantes sobre rios e cachoeiras

Kibune Kawadoko (kyoto)

Kawadoko (Noryo-yuka) são restaurantes suspensos sobre rios e cachoeiras. Em Kyoto, esses restaurantes são muito populares especialmente no verão. É uma ótima maneira de se refrescar e se conectar com a natureza além da oportunidade de apreciar belos cenários.

17. Kyoto International Manga Museum

Kyoto International Manga Museum é o maior museu de mangá do Japão e exibe a história da publicação de mangás no Japão. Este é um destino obrigatório para qualquer fã de cultura pop com uma coleção de cerca de 300.000 exemplares de quadrinhos e mangás. Se você quer dar uma pausa nos santuários tradicionais, não deixe de visitar este santuário dos mangás.

E aí? Já teve oportunidade de conhecer Kyoto? O que achou? Compartilhe conosco suas impressões sobre esse local tão rico de história e tradição. 🙂

Fonte: theculturetrip.com

Período de crescimento do Japão iniciado em 2012 é o segundo maior do pós-guerra

Um painel do governo japonês afirmou que o período de crescimento do país iniciado em dezembro de 2012 se tornou, agora, o segundo maior do pós-guerra. No entanto, esse veredito chega no momento em que o Japão passa por um crescimento salarial moroso e uma escassez de mão de obra crônica.

O Escritório do Gabinete mantém um grupo de acadêmicos e outros especialistas que realizam análises oficiais sobre o estado da economia. Os membros se reuniram na quinta-feira.

Segundo os especialistas, a recuperação superou uma era de crescimento explosivo que costuma ser mencionada como o boom econômico “Izanagi”. Esse período durou de novembro de 1965 a julho de 1970.

Caso a recuperação não termine neste mês, ela empatará com o período de crescimento mais longo desde a Segunda Guerra Mundial, que teve duração de fevereiro de 2002 a fevereiro de 2008.

Muitos analistas dizem que recentes melhoras na situação do emprego e do rendimento significam que a economia deve quebrar o recorde no próximo mês.

Matéria produzida por NHK

OMC toma decisão a favor de Japão e UE em caso envolvendo medidas tributárias do Brasil

A Organização Mundial do Comércio tomou uma decisão favorável ao Japão e à União Europeia em um caso envolvendo medidas tributárias do Brasil para produtos fabricados no país.

Desde a década de 1990, o governo brasileiro vem reduzindo impostos sobre veículos e produtos industriais, cujos processos de fabricação são efetuados, na sua maior parte, dentro do país.

O Japão e a União Europeia registraram queixa junto à OMC, dizendo que as medidas tinham como objetivo proteger indústrias domésticas e que elas distorciam o conceito de livre mercado.

O painel da OMC encarregado da resolução de disputas determinou, na quinta-feira, que as medidas brasileiras ofereciam a produtores domésticos uma vantagem injusta e violavam as regras da organização.

O ministro da Economia, Comércio e Indústria do Japão, Hiroshige Seko, disse que a decisão confirma que medidas protecionistas adotadas, com frequência, por países emergentes, vão contra os padrões da OMC.

Toyota testa robô humanoide T-HR3 via conexão 5G

Humanoide foi controlado remotamente a uma distância de cerca de 10 quilômetros por meio de conexão 5G.

Em parceria com a operadora telefônica japonesa NTT DOCOMO, a Toyota realizou testes para avaliar as habilidades de seu robô humanoide T-HR3 controlado remotamente via conexão 5G.

Os testes serviram para avaliar as habilidades da máquina e seus componentes a uma distância de cerca de 10 quilômetros. O dispositivo foi desenvolvido na Partner Robot Division, divisão de robótica da Toyota, e revelado há um ano, no entanto, somente agora a empresa mostrou suas capacidades usando esse tipo de rede sem fio.

A operação da máquina é feita por meio do Sistema de Manobra Mestre (Master Maneuvering System – MMS), que permite que ela faça espelhamento de vários movimentos humanos. Seu controle acontece através de uma plataforma, na qual um operador pode se sentar e usar controles vestíveis, que mapeiam os movimentos de suas mãos, braços e pés.

No geral, o sistema MMS permite a comunicação entre robô e humano por intermédio de servomotores extremamente sensíveis. Ao todo, são 17 servomotores localizados na cadeira da plataforma e 29 instalados nas articulações da máquina, além de sensores de movimento e força presentes nos controles dos pés do operador.

O espelhamento dos movimentos humanos também é possível porque o operador usa uma espécie de óculos de realidade virtual da HTC, no qual tudo é reproduzido em 3D sob a perspectiva do robô em tempo real. Essa transmissão acontece a partir de um par de câmeras instalado na cabeça do dispositivo, imitando o formato de olhos.

Segundo a Toyota, o T-HR3 foi criado para a “segurança humana em uma variedade de configurações, tais como residências, instalações médicas, construções, áreas atingidas por desastres e até mesmo espacial”.

Akifumi Tamaoki, gerente-geral da Partner Robot Division, garante que os membros da equipe responsável pelo robô humanoide estão comprometidos a usar essa tecnologia “para desenvolver robôs amigáveis e úteis que coexistam com seres humanos e os ajudem em suas vidas diárias”.

A empresa fez uma apresentação ao vivo com a máquina na DOCOMO Open House 2018, evento de tecnologia e inovação da NTT DOCOMO que aconteceu na semana passada no Japão.

Mundo-Nipo
Fonte: Tecmundo | Toyota Global Newsroom.